Última hora

Última hora

Bruxelas quer apertar as regras para os bancos europeus

Em leitura:

Bruxelas quer apertar as regras para os bancos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

O Comissário Europeu para o Mercado Interno propôs, quarta-feira, novas medidas para aumentar a supervisão da concessão de empréstimos e reduzir as práticas de venda de créditos de cobrança duvidosa a investidores.

“Estas regras irão restringir a concessão de empréstimos por parte dos bancos a outras partes, mesmo a outros bancos. Pode parecer um contra-senso, em tempos de uma crise de liquidez. Mas não estamos a banir a concessão de empréstimos inter-bancários. Estamos a garantir que nenhuma instituição coloca todos os ovos só numa cesta”, explicou Charlie McCreevy.

A Comissária da Concorrência foi dotada de poderes especiais, de forma a poder aplicar as regras sobre as ajudas de Estado, com mais rapidez e flexibilidade. “As regras de ajuda estatal são parte da solução e não parte do problema. A aplicação das regras de ajuda estatal pela Comissão é uma forma equitativa e objectiva e uma contribuição vital para uma reacção europeia coordenada às ameaças, à viabilidade das instituições financeiras privadas e à estabilidade do sistema financeiro como um todo”, vincou Neelie Kroes. O presidente do Eurogrupo, constituído pelos 15 países que usam o euro, disse, esta quarta-feira, que as repercussões da crise se vão sentir durante meses. No entanto, Jean-Claude Juncker prometeu que os responsáveis europeus não iriam deixar falir nenhum grande banco.