Última hora

Última hora

UE pondera missão naval na Somália

Em leitura:

UE pondera missão naval na Somália

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros da defesa, reunidos em Deauville, França, estão a analisar a possibilidade de enviar uma missão de combate à pirataria que tem ameaçado águas territoriais somalis.

Deste encontro, informal, não vai sair nenhuma decisão. Os 27 ministros reúnem-se, formalmente, a 10 de Novembro, em Bruxelas. Nesta reunião, Bélgica, Espanha, Alemanha, Chipre, Países Baixos, Lituânia, Suécia e França mostraram-se disponíveis para avançar a informação é confirmada pelo Ministro Francês da Defesa. Hervé Morin adianta que o Reino Unido também se mostrou aberto.

Nuno Severiano Teixeira, o Ministro da Defesa português, garantiu que Portugal dará apoio político a uma eventual operação militar da União Europeia ao largo da Somália, mas recusou envolver meios militares.

Em Junho, o Conselho de Segurança da ONU tinha aprovado uma resolução a autorizar militares de países estrangeiros a entrarem em águas territoriais da Somália para combater a pirataria.

Em Setembro um navio grego foi atacado e um cargueiro ucraniano sequestrado ao largo da costa da Somália. No caso ucraniano a situação motivou o envio de um navio da Armada russa para a região.