Última hora

Última hora

Conseguido acordo para salvar Hypo Real Estate da falência

Em leitura:

Conseguido acordo para salvar Hypo Real Estate da falência

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão e o sector bancário chegaram a acordo para salvar o quarto maior banco do país.

O sector financeiro vai disponibilizar “uma linha de crédito suplementar de 15 mil milhões de euros” para evitar a falência do Hypo Real Estate, juntamente com os 35 mil milhões de euros avançados pelo Estado alemão.

A operação de salvamento é conduzida pelo executivo da chanceler Angela Merkel, pelo Banco Central alemão e pela autoridade de vigilância dos mercados, em conjunto com representantes de bancos e seguradoras germânicas.

Berlim pretende assim estabilizar a banca e reforçar o sistema financeiro germânico sem recorrer ao dinheiro dos contribuintes.

A Bélgica e o Luxemburgo encontraram comprador para o grupo Fortis, abalado pelos efeitos da crise do crédito.

O BNP Paribas confirmou a aquisição das divisões belga e luxemburguesa da instituição financeira por perto de 15 mil milhões de euros.

O banco francês adquire ainda a totalidade das actividades de seguros do grupo por cerca de 5 mil e 700 milhões de euros.

O BNP Paribas, que tem escapado sem grandes prejuízos à crise financeira, torna-se assim no primeiro banco europeu em termos de montante de depósitos.

Depois das dificuldades bolsistas da semana passada, o maior banco italiano relevou este Domingo um plano para enfrentar a crise.

O UniCredit anunciou um aumento de capital de mais de 6 mil milhões de euros e o pagamento em acções dos próximos dividendos para reforçar os seus fundos.