Última hora

Última hora

Repressão na Tailândia leva à demissão do número 2 do governo

Em leitura:

Repressão na Tailândia leva à demissão do número 2 do governo

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição democrática na Tailândia aperta o cerco ao novo primeiro-ministro Somchai Wongsawat.

Centenas de manifestantes foram violentamente dispersados pela polícia anti-distúrbios quando tentavam impedir a apresentação do programa do governo no Parlamento.

Pelo menos 80 pessoas ficaram feridas na sequência da carga policial, à bastonada e com granadas de gás lacrimogéneo.

A oposição da Aliança do povo para a democracia contesta a legitimidade do actual primeiro-ministro, genro do seu antecessor no cargo, Taksin Shinawatra, derrubado por um golpe de estado em 2006, quando tentava pôr fim à monarquia.

A vaga de manifestações iniciou-se em finais de Agosto, depois da oposição ocupar a sede do governo.

Os deputados da oposição boicotaram ontem o discurso do chefe de governo, em protesto contra a repressão dos manifestantes à porta do parlamento.

Se a polícia não cedeu nas ruas, a repressão dos protestos abriu a primeira fractura no executivo, depois do vice-primeiro-ministro tailandês ter apresentado demissão, esta manhã.