Última hora

Última hora

Londres faz frente à crise financeira que se abateu sobre a Grã-Bretanha

Em leitura:

Londres faz frente à crise financeira que se abateu sobre a Grã-Bretanha

Londres faz frente à crise financeira que se abateu sobre a Grã-Bretanha
Tamanho do texto Aa Aa

O Governo de Gordon Brown apresentou um plano de ajuda aos bancos que passa pela injecção de 50 mil libras e de uma linha de crédito de 250 mil milhões.

O primeiro-ministro esteve no parlamento a defender as medidas: “Fazemos isto não apenas na Grã-Bretanha 250 mil milhões estão garantidos mas eu falei com os meus colegas europeus durante os últimos dias, e tenho esperanças que esta possa vir a ser uma estratégia alargada e que venha a ser seguida por outros países, eu espero que tenhamos mostrado que levámos o mundo a mudar as condições segundo as quais ajudamos a renovar o fluxo de dinheiro no sistema”.

Embora o plano tenha o apoio generalizado da oposição, algumas vozes defenderam que a prioridade é a defesa dos interesses dos clientes: “faremos tudo o que estiver ao nosso alcance para manter os nossos serviços públicos e aumentar postos de trabalho na nossa economia, para proteger as poupanças e depósitos dos cidadãos deste país”.

Mas a entrada de liquidez nos principais bancos do país não está isenta de condições. O Governo exige garantias, nomeadamente em termos da política de dividendos e pede às instituições que se comprometam a facilitar empréstimos às pequenas empresas e aos particulares em busca de habitação.