Última hora

Última hora

Europa no coração da tempestade financeira

Em leitura:

Europa no coração da tempestade financeira

Europa no coração da tempestade financeira
Tamanho do texto Aa Aa

A tempestade financeira e a falência da Lehman Brothers nos Estados Unidos, afecta o coração da Europa. Na Bélgica, e por intermédio do Citibank, mais de um milhão de pessoas fizeram investimentos de risco.

A proprietária do bar-restaurante Beregoed é uma delas. Pode perder os 40 mil euros investidos nas acções Lehman Brothers. Com outros pequenos investidores aterrados com mesma hipótese, está a tentar desencadear uma acção colectiva contra o Citibank.

Rita Huysmans pensava que o dinheiro estava numa conta do Citibank. Disseram-lhe que utilizaram o dinheiro para investir no índice BEL 20. Como sabia que o BEL 20 era constituído pela lista das maiores 20 empresas belgas, achou que não ia haver problemas. Depois descobriu que o dinheiro tinha sido cambiado em dólares e que não entrava no quadro de garantias do Estado belga. Aí, deixou de saber se ia ser reembolsada ou se tinha perdido o dinheiro. O Citibank não lhe deu nenhuma garantia, disseram-lhe que a responsabilidade era da Lehman Brothers.

Os investidores estão prontos a accionar judicialmente os responsáveis na medida em que não lhes foi dada informação essencial desde o início.

Hans Bonte também considera que o Tribunal pode condenar o Citibank a cobrir as perdas dos investidores porque, além da questão da falta de informação prometeram, de modo ambíguo, uma garantia de 100 por cento, sem especificar qual era o organismo que a fazia.Houv

Um dos dirigentes do Citibank defende que o argumento não é verdadeiro: Lars SEYNAEVE afirma que os produtos e a decisão de oferecer os produtos são baseados nas informações oficiais de reconhecidas organizações como a Standards and Poor’s, e não sobre boatos. Lehman tinha uma cotação positiva e foi destacada a boa garantia da Lehman Brothers nas manchetes dos jornais, por isso não se pode duvidar das informações transmitidas. Foram registadas grandes perdas e o Citibank continuou a comercializar os produtos Lehman Brothers sem avisar os clientes de que eram investimentos de risco.

Não foi divulgado oficialmente o montante total dos investimentos belgas na Lehman and Brothers, mas pode ascender a dezenas de milhões de euros.