Última hora

Última hora

Bancos europeus são seguros

Em leitura:

Bancos europeus são seguros

Bancos europeus são seguros
Tamanho do texto Aa Aa

A Islândia nacionaliza o maior banco do país, o Kaupthing Bank, a terceira entidade financeira islandesa a ser resgatada pelo Estado. O primeiro-ministro não exclui a possibilidade de a Islândia vir a precisar de auxílio do Fundo Monetário Internacional (FMI) depois de não ter conseguido obter empréstimos junto dos governos e bancos europeus. Nesta altura decorrem negociações formais com a Rússia para a obtenção de um crédito de 4 mil milhões de euros. O sistema financeiro islandês está à beira do colapso, com o montante das dívidas a superar 12 vezes o tamanho da economia.

Também os Governos da Bélgica, França e Luxemburgo decidiram hoje estender ao banco Dexia uma garantia extraordinária para assegurar liquidez e novos financiamentos interbancários e institucionais durante um ano, renovável mais dois. Perante as proporções ainda desconhecidas que a crise financeira pode atingir, estarão as economias dos europeus ameaçadas?

A pergunta foi feita pela euronews ao Comissário Europeu para os assuntos económicos, Joaquim Almúnia que responde que “não qualquer motivo para recear uma aperda das poupanças entregues aos bancos europeus. Temos algumas instituições financeiras com alguns problemas mas graças ao dinheiro público e de algumas instituições privadas ninguém vai perder os seus depósitos”, declarou à Euronews numa entrevista que pode ser vista a partir desta noite.