Última hora

Última hora

Ministros da energia estabelecem novas regras para a liberalização do sector

Em leitura:

Ministros da energia estabelecem novas regras para a liberalização do sector

Tamanho do texto Aa Aa

Quem não liberaliza, não pode aproveitar-se da liberalização dos outros. Este é, em resumo, o teor da nova cláusula acrescentada pelos ministros da Energia dos Vinte e Sete. Reunidos no Luxemburgo, os ministros chegaram a acordo sobre as regras de separação entre a produção e o transporte de energia.

Tal como tinha acordado em Junho, os Vinte e Sete aceitam a separação funcional, entre produção e transporte – que podem assim continuar a pertencer à mesma casa-mãe.

Mas as empresas de países que não fizeram a separação total, não poderão aspirar à compra das redes de transporte de energia num dos onze países onde a liberalização já é total.

Ou seja, os gigantes alemães e franceses da energia não poderão participar dos mercados liberalizados de países como o Reino Unido ou a Holanda, por exemplo.

O objectivo de Bruxelas era que esta liberalização se alargasse aos Vinte e Sete. O texto agora aprovado deverá ainda passar pelo Parlamento Europeu, também ele defensor de uma grande liberalização, a bem dos consumidores.