Última hora

Última hora

Haider deixa vazio na extrema-direita austríaca

Em leitura:

Haider deixa vazio na extrema-direita austríaca

Tamanho do texto Aa Aa

Velas em memória de Jörg Haider. Foram muitos os que em Klagenfurt prestaram homenagem ao líder populista austríaco deslocando-se ao local do acidente de viação que lhe custou a vida.

Haider, de 58 anos, faleceu na madrugada de sexta para sábado.

O chefe carismático da extrema-direita austríaca foi visto pelas câmaras de televisão poucas horas antes do acidente num bar da capital da Caríntia.

O carro em que seguia sozinho despistou-se quando Haider se dirigia à casa de família para o 90º aniversário da mãe.

Wolfgang Schussel que o chamou para a controversa coligação governamental no ano 2000 afirmou que as reformas realizadas na Áustria não teriam sido possíveis sem Haider.

Essa coligação levou a uma medida sem precedentes da União Europeia que congelou durante 8 meses os contactos bilaterais com o Estado-membro.

Todas as correntes políticas lamentaram a morte de Haider, considerado como uma grande influência da vida pública austríaca dos últimos 20 anos, para o melhor e para o pior.

Nas eleições legislativas de 28 de Setembro último, a sua formação de extrema-direita tornou-se na quarta força política do país ao conseguir mais de 10% dos votos.