Última hora

Última hora

FMI apoia plano do G7

Em leitura:

FMI apoia plano do G7

Tamanho do texto Aa Aa

FMI dá todo o apoio ao plano do G7 mas afirma que o sistema financeiro mundial está à beira do colapso.

Em mais uma tentativa de dar um sinal positivo para a reabertura dos mercados na segunda-feira, o Fundo Monetário Internacional (FMI) manifestou todo seu o apoio ao plano do G7 para lutar contra a crise financeira.

No final da reunião anual em Washington, Dominique Strauss-Kahn afirmou que o FMI “tem muitos recursos” e que está “pronto para apoiar os países que precisem de ajuda”.

No imediato o FMI dispõe de cerca de 186 mil milhões de euros que parecem uma gota no oceano da crise financeira actual.

Cooperação é outra das palavras de ordem da instituição e também do presidente norte-americano.

Após o encontro com os ministros das Finanças dos 7 países mais industrializados do mundo, George Bush apelou a uma “coordenação das acções” para “enfrentar os desafios únicos” que os sistemas financeiros levantam actualmente.

O plano de 5 pontos do G7 passa por impedir “por todos os meios” a falência das principais instituições financeiras mundiais e garantir a liquidez e o acesso ao financiamento para restabelecer o fluxo financeiro.

No entanto os analistas afirmam que o plano peca por falta de detalhes e temem uma nova segunda-feira negra nas bolsas mundiais.