Última hora

Última hora

Obama consolida vantagem face a McCain

Em leitura:

Obama consolida vantagem face a McCain

Tamanho do texto Aa Aa

A três semanas das eleições presidenciais, democratas e republicanos atenuam o tom da campanha, enquanto Barack Obama consolida a vantagem em relação a John McCain.

Acolhido com euforia na Filadélfia por milhares de democratas que parecem ter esquecido a opção Hillary Clinton feita nas primárias deste Estado, Obama disse que “o senador McCain serviu [os Estados Unidos] com honra e merece os agradecimentos” do povo norte-americano. Mas o senador do Illinois sublinhou que “McCain não percebe a economia e o que as famílias aqui na Pensilvânia estão a atravessar”.

As semanas de tumulto financeiro têm favorecido Obama, que surge agora com uma vantagem de seis a onze pontos nas sondagens face ao rival republicano.

Num comício ontem em Davenport, McCain criticou amplamente o programa do adversário, mas absteve-se de ataques ao carácter de Obama.

O tom virulento de anteriores etapas da campanha foi substituído por um discurso conciliador.

McCain defendeu que “as pessoas que estão a tentar manter as suas casas, empregos e assistência médica não querem que [os candidatos] gritem uns com os outros. Querem que republicanos e democratas se sentem para trabalharem juntos neste momento terrível de crise”.

A campanha republicana levou um duro golpe esta semana com a publicação de um relatório do Conselho Legislativo do Alaska que considera que a candidata à vice-presidência Sarah Palin abusou do poder no desempenho das funções de governadora do Estado.

Os republicanos esforçaram-se por negar as acusações, enquanto Obama se absteve de comentários sobre o assunto.