Última hora

Última hora

França destina 360.000 milhões de euros para combater crise financeira

Em leitura:

França destina 360.000 milhões de euros para combater crise financeira

Tamanho do texto Aa Aa

Tal como várias congéneres europeias, Paris realizou um Conselho de Ministros extraordinário para adoptar as medidas decididas este domingo pelos países da Zona Euro.

O presidente francês anunciou que o plano do Governo para enfrentar a crise financeira terá um custo máximo de 360 mil milhões de euros.

Nicolas Sarkozy sublinhou que “o Estado vai garantir os empréstimos de que os bancos precisam para se refinanciarem, até ao valor máximo de 320 mil milhões de euros”. O chefe de Estado francês frisou, no entanto, que esse valor “não deverá ser atingido”.

Sarkozy acrescentou que “a Europa unida fez mais do que os Estados Unidos em termos dos montantes a que se comprometeu. O plano apresentado é totalmente transparente e os franceses saberão exactamente o que vai ser feito”.

Para impedir a falência dos bancos mais afectados, o Estado francês está ainda preparado para entrar no capital de algumas instituições até ao valor máximo de 40 mil milhões de euros.

Paris decidiu também avançar com uma série de medidas para aliviar os efeitos da crise nas economias das famílias e das pequenas e médias empresas. Sarkozy garantiu ainda que o plano governamental não terá qualquer custo para os contribuintes franceses.