Última hora

Última hora

Praga exibe o seu eurocépticismo

Em leitura:

Praga exibe o seu eurocépticismo

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da República Checa que terá a partir de Janeiro de 2009 a presidência rotativa da União Europeia recusa issar a bandeira europeia na sua residência oficial.

Vaclac Klaus antigo economista, que chegou à chefia de Estado em 2003, criticou sempre a construção europeia que considera excessivamente centralisadora e burocratica.
Depois do Não irlandês foi o único político a querer enterrar o tratado de Lisboa.

Desde que a França assumiu a presidência da União as cores europeias podem ser vistas frequentemente na Torre Eiffel, o mesmo não acontecerá em Praga. Já no dia da adesão do país à União, 1 de Maio de 2004, Vaclav Klaus, provocador, recusara issar as cores da Europa alegandoq ue o seu país “não era uma província de Bruxelas”.