Última hora

Última hora

Azerbaijão: Aliyev favorito à sua própria sucessão na presidência

Em leitura:

Azerbaijão: Aliyev favorito à sua própria sucessão na presidência

Tamanho do texto Aa Aa

Não se esperam surpresas nas eleições presidenciais que se realizam hoje no Azerbaijão. Os quase cinco milhões de eleitores deverão escolher entre sete candidatos, mais ou menos fiéis ao poder, mas o actual chefe de Estado, Ilham Aliyev, não terá dificuldades em renovar o mandato de cinco anos.

A oposição boicotou as eleições e acusa o Ocidente de estar mais interessado nos recursos petrolíferos do país do que em apoiar a democracia.

A ex-república soviética é ponte de passagem crucial na rota energética entre a Ásia Central e a Europa e é palco da luta entre russos e americanos para proteger o campo de influência na região.

Ilham Aliyev, com 46 anos, sucedeu ao pai na chefia de Estado em 2003. Um processo eleitoral que suscitou reservas por parte da Organização para a Cooperação e Segurança na Europa.

Durante esta campanha eleitoral, o chefe de Estado prometeu diversificar a economia e continuar a melhorar o nível de vida dos cidadãos. Dezasseis por cento da população vive ainda no limiar da pobreza e a taxa de desemprego é elevada, apesar dos enormes recursos energéticos do país. O Azerbaijão possui as maiores reservas mundiais de petróleo e gás natural.