Última hora

Última hora

McCainn perde batalha dos debates televisivos

Em leitura:

McCainn perde batalha dos debates televisivos

McCainn perde batalha dos debates televisivos
Tamanho do texto Aa Aa

John McCainn tem apenas 19 dias para tentar abalar a pose presidencial de Barack Obama. Imperturbável, o candidato democrata saiu ontem vitorioso do terceiro e último debate de campanha.

O ex-militar McCainn falhou o alvo ao multiplicar os ataques e críticas ao rival, tendo de render-se ao tema da economia, e mesmo, provar que não é George Bush. “Senador Obama, eu não sou o presidente Bush, se pretendia candidatar-se contra Bush, deveria tê-lo feito há 4 anos. Eu quero dar um novo rumo à nossa economia e ao nosso país”.

Obama ripostou ao afirmar: “se eu tenho tendência a confundi-lo com o actual presidente é antes de mais porque o senador sempre foi um vigoroso apoiante das decisões de Bush, em termos de política fiscal, energética e orçamental”.

As últimas sondagens dão agora uma vantagem de 9 a 14 pontos percentuais a Obama cuja política social ganha destaque em tempos de crise, mesmo face a um personagem chamado “Joe o canalisador”.

“Não percebo porque é que quer subir os impostos, sobretudo neste período difícil, quando pequenos empresários como Joe o canalisador, querem criar emprego, porque é que quer tirar-lhe esse dinheiro para dispersar a riqueza?”, afirmou McCainn.

Resposta de Obama: “Os responsáveis de campanha do senador McCainn afirmavam, na semana passada, que se continuassem a falar de economia arriscavam a derrota e que necessitavam de mudar de tema. Mas eu quero que as próximas três semanas sejam dedicadas a falar de economia, sistema de saúde e energia”.

O canalisador do Ohio e a situação dos pequenos empresários, promete assim ser a derradeira arma do candidato republicano para tentar vencer o rival na batalha da política económica.

Longe do debate sobre a política militar e a luta anti-terrorista, McCainn tem agora de mudar de estratégia para travar a queda de popularidade face ao seu próprio eleitorado nos estados chave da Pensilvania e da Virginia.