Última hora

Última hora

Líderes polacos levam guerra interna até Bruxelas

Em leitura:

Líderes polacos levam guerra interna até Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro-ministro ou presidente: Quem representa a Polónia nas cimeiras europeias? Os Vinte e Sete gostavam que Varsóvia resolvesse a questão para impedir novos embaraços e ajustes de contas durante as reuniões. A longa “guerra dos chefes” polacos atingiu o auge nesta cimeira.

O primeiro-ministro Donald Tusk deslocou-se a Bruxelas para representar o país, recusando emprestar o avião para a viagem do presidente Kacynsky, para o manter longe. Mas o chefe de Estado não se deu por vencido a apareceu sem convite, forçando a delegação a apertar-se para lhe conceder um lugar à mesa.

Obrigado a suportar a companhia do presidente eurocéptico, Tusk, um pró-europeu, disse apenas que “o conflito e a controvérsia em torno da delegação polaca” o impediam de realizar bem a sua missão.

Segundo uma sondagem, dois terços dos polacos apoiam o primeiro-ministro, considerando que defendeu os interesses do país. Mas, ao mesmo tempo, não lhe poupam críticas pela forma como o fez.