Última hora

Última hora

Plano de resgate alemão está aprovado

Em leitura:

Plano de resgate alemão está aprovado

Tamanho do texto Aa Aa

Entra em vigor na próxima segunda-feira o plano de resgate aprovado pelas autoridades alemãs. O documento prevê uma garantia de 400 mil milhões de euros para os empréstimos interbancários e 80 mil milhões de euros para recapitalizar as instituições em dificuldades. As medidas aprovadas na Alemanha são parte do esforço coordenado dos países europeus para resgatar os mercados.

Para o ministro da Economia o medo não é bom conselheiro.Michael Glos defende que “aqueles que falam de crise nacional estão interessados em espalhar o pânico como é caso da esquerda que pretende apenas tirar proveito político”.

Perante o arrastar da crise, com mais ou menos pânico, a decisão do presidente do Deutsche Bank, Josef Ackerman, de renunciar seu bónus, no valor de alguns milhões de euros, invoncando um princípio de “solidariedade” causou polémica na bancada dos Verdes.

“ Quando li esta manhã que Ackermann renunciava tive a esperança durante um segundo, mas depois li que ele renúncia ao bonus, que ele pensa que merece este ano em vez de renunciar a todo o seu salario, é d’uma pretensão, tem mesmo uma grande lata” declarou Renata Künast.

Outros três membros da direcção do banco vão seguir o seu exemplo, precisou o Deutsche Bank resta saber se haverá a mesma indignação na bancada dos Verdes.