Última hora

Última hora

Italianos saem à rua contra políticas económicas

Em leitura:

Italianos saem à rua contra políticas económicas

Tamanho do texto Aa Aa

Um protesto contra a política económica do governo paralisou a Itália esta sexta-feira.
Três sindicatos dos transportes uniram-se numa jornada de greve dos transportes públicos para reclamar aumentos salariais e sobretudo para manifestar o descontentamento contra a lei que reforma o sistema educativo.

“Com os seus cortes indiscriminados nas universidade públicas de forma a transformarem o sistema publico fundações privadas, estão a tentar bloquear-nos o futuro, o futuro da universidade e o futuro da investigação académica”

O protesto foi particularmente sentido em Roma e Milão encabeçadas pelos professores, uma classe onde as reformas prevem a supressâo de 80 mil postos de trabalho.

“Eu acho que esta reforma não é boa e temos de lutar para que não passe. Esta greve é o primeiro passo para manifestarmos o nosso descontentamento” diz uma manifestante.
A greve está a ser seguida noutros sectores, como a saúde, a administração pública e mesmo nos aeroportos onde ao longo do dia têm sido registadas inúmeras perturbações.

Os protestos contra as reformas da educação mobilizaram só por si cerca de 300 mil manifestantes. Em Roma o sector dos transportes terá registado uma adesão de 33% números a confirmar ao final do dia.