Última hora

Última hora

Medvedev promete combater crise na Rússia

Em leitura:

Medvedev promete combater crise na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Se a crise financeira está a atingir em pleno a Europa Ocidental, a Rússia está a sofrer efeitos ainda maiores. A bolsa de Moscovo está a viver um autêntico caos.

O índicve RTS da bolsa moscovita foi, desde o início, o mais atingido e não parou as quedas a pique. A negociação chegou mesmo a estar suspensa. Em apenas cinco meses, o índice principal de Moscovo perdeu já 72%. Um descalabro só comparável com a crise de há dez anos, que deixou a economia russa de rastos.

As quedas aceleraram no início de Outubro, com o rebentar da crise financeira mundial e o crash das bolsas.

Contra uma situação extraordinária, o Kremlin promete acções extraordinárias. O presidente Dmitri Medvedev tenta acalmar os investidores: “Tomámos medidas importantes para estabilizar os mercados financeiros. Tomámos também medidas siignificativas para proteger os depositantes. A quantia que o Estado garante para os depósitos bancários é de 700 mil rublos (19.700 euros)”.

A crise traduz-se também por uma fuga de capitais. Esse é o principal perigo com que a administração de Moscovo tem que lidar. Os investidores tiraram já do país cerca de 20 mil milhões de euros.