Última hora

Última hora

Obama e McCainn declaram tréguas por apenas uma noite

Em leitura:

Obama e McCainn declaram tréguas por apenas uma noite

Tamanho do texto Aa Aa

Por apenas uma noite, Barack Obama e John McCainn puseram de lado as divisões durante um jantar de caridade em Nova Iorque.

As críticas do último debate de campanha, na quarta-feira, deram ontem lugar às piadas de circunstância, num ambiente aparentemente descontraído.

Mas a vantagem do campo democrata inquieta os republicanos que parecem ter esgotado todos os argumentos de campanha, ou talvez não.

“Não consigo deixar de sentir que algumas pessoas nesta audiência estão a torcer por mim… Estou encantando de vê-la por aqui esta noite Hillary”, afirmou McCainn.

A principal prioridade de John McCainn arrisca-se a ser a de evitar a divisão do seu próprio eleitorado.

O estado da Virgínia promete ser nos próximos dias o palco de uma feroz batalha, depois das sondagens preverem a primeira derrota local dos republicanos em 44 anos.

Ontem Obama não hesitou em voltar a puxar o lustro à pose presidencial, depois de considerar, “um tributo à democracia americana o facto de dois rivais poderem estar lado-a-lado a duas semanas das eleições e sem impor quaisquer condições, como aconteceu durante os debates”.

Mas as intervenções dos candidatos não conseguiram superar em humor a descoberta da verdadeira face de Joe o canalizador.

O homem citado durante o debate de quarta-feira como o novo símbolo do sonho americano, acabou por ser desmascarado pela imprensa.

Chama-se Sam, terá dívidas ao fisco e nem sequer tem licença para trabalhar como canalizador.

E mesmo que por detrás de um simples Joe se esconda um pérfido tio Sam, o debate suscitado pelo canalizador sobre a economia promete revelar o nome do próximo presidente norte-americano.