Última hora

Última hora

Livni obtém mais duas semanas para formar governo

Em leitura:

Livni obtém mais duas semanas para formar governo

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente israelita Shimon Peres concedeu mais duas semanas à primeira-ministra designada Tzipi Livni para formar governo.

A antiga agente da Mossad e ex-ministra dos negócios estrangeiras tem assim mais tempo para estabelecer uma difícil coligação depois dos 28 dias previstos pela lei, na sequência da demissão de Ehud Olmert.

Se Livni não conseguir formar governo serão realizadas eleições antecipadas, um ano e meio antes do previsto, e de acordo com estudos de opinião, o Likud de Benjamin Netanyahu está na dianteira nas intenções de voto.

O pedido de extensão do prazo revela a dificuldade que Livni possui para formar uma aliança. O seu partido já garantiu a parceria com os trabalhistas de Ehud Barak, que pretende um maior empenho no processo de paz com os palestinianos e com a Síria.

A contrariedade surge do Shas, uma formação ultra-ortodoxa, que exige a Livni que não negocie o futuro de Jerusalém, uma condição impossível para a paz com os palestinianos.

À Tzipi Livni restam-lhe outras formações mais pequenas mas isso comprometeria a unidade do seu partido.