Última hora

Em leitura:

Berlusconi não cede sobre reforma do ensino e pondera usar polícia para desbloquear escolas


mundo

Berlusconi não cede sobre reforma do ensino e pondera usar polícia para desbloquear escolas

O governo italiano pensa recorrer à polícia para acabar com a ocupação de escolas e universidades. O executivo quer pôr fim a semanas de bloqueio das instituições por parte de estudantes que protestam contra a reforma do sistema de ensino. Roma evoca os direitos de quem não aderiu ao protesto.

Numa conferência de imprensa, o primeiro-ministro deixou claro que não vai ceder sobre a reforma e acusou a oposição e alguns meios de comunicação social de espalharem mentiras sobre o número de participantes nas recentes manifestações. Silvio Berlusconi aproveitou para deixar o aviso: “Não permitiremos a ocupação de escolas e universidades”.

Desde o início do ano escolar que o executivo enfrenta uma dura oposição. Ontem, uma manifestação em Milão terminou em confrontos com a polícia. Seis pessoas ficaram feridas.

Os estudantes também não desmobilizam e mantêm convocadas diversas acções para os próximos dias em todo o país.

A reforma, proposta pela ministra Mariastella Gelmini, prevê, entre outros pontos, a supressão de quase cem mil postos de trabalho e o corte de dez mil milhões de euros no orçamento da educação.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Ocidente reúne 3 mil milhões de euros para a Geórgia