Última hora

Última hora

Suspeitas de financiamento ilegal do Partido Conservador britânico

Em leitura:

Suspeitas de financiamento ilegal do Partido Conservador britânico

Tamanho do texto Aa Aa

É mais um caso para alimentar as páginas dos jornais britânicos e que pode acabar em escândalo.

No centro da polémica está este homem, o número dois do Partido Conservador, George Osborne.

Um antigo amigo, Nathaniel Rothschild, escreveu um artigo no Financial Times onde diz ter sido usado por Osborne para adquir fundos para o Partido Conservador, através de um milionário russo e a bordo de um iate.

Na Grã-Bretanha, os partidos políticos não podem receber donativos de países ou entidades estrangeiras.

O líder conservador David Cameron negou qualquer irregularidade.

Osborne negou também a tentativa de obter fundos de forma ilegal, mas confirmou ter estado várias vezes com o milionário Oleg Deripaska, o que levanta ainda mais suspeitas.

O que desencadeou a publicação do artigo no Financial Times foi o facto de Osborne ter revelado que Rothchild manteve encontros com o trabalhista Peter Mandelson no iate do milionário russo. Para Rothchild é uma traição pois é suposto não se saber o que se passa em encontros ou festas privadas.

Apenas Rothchild, Osborne e Cameron comentaram o caso. O milionário russo está em silêncio, da mesma forma que Peter Mandelson é agora ministro do Comércio e não fez qualquer comentário sobre a polémica.