Última hora

Última hora

Crise: "Avançamos juntos ou afundamo-nos todos", diz Durão Barroso

Em leitura:

Crise: "Avançamos juntos ou afundamo-nos todos", diz Durão Barroso

Tamanho do texto Aa Aa

Foi nestes termos que Durão Barroso chamou europeus e asiáticos a assumirem responsabilidades na crise e coordenarem-se entre si de uma vez por todas. A chanceler alemã foi das primeiras a chegar para a cimeira UE-Ásia que decorre sexta-feira e sábado.

A China e a Alemanha tentam antes de tudo reatar ligações amigáveis, que arrefeceram depois do ano passado quando o Dalai Lama visitou o país.

Será altura de virar a página para a crise financeira. O presidente da Comissão lembra que o centro da tempestade está nos Estados Unidos, mas esta é uma tempestade global e poderá haver um efeito bola de neve por todo o mundo. É preciso uma resposta coordenada e global, diz Durão Barroso.

A China parece convencida a esquecer alguns episódios em que o Ocidente tem posto em causa o regime ditatorial e de falta de respeito pelos direitos humanos. No entanto, o próprio Durão Barroso lembrou que há outras questões sensíveis que não pode ser esquecidas. O Prémio Sakharov foi atribuído a um dissidente chinês.