Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

É a segunda vitória jurídica para os Mudjahidines do Povo, em menos de seis meses. O Tribunal Europeu de Justiça anulou a decisão dos Vinte e Sete que, em Dezembro último, congelaram os bens do grupo iraniano de oposição. Além disso, a União Europeia mantém o grupo na lista europeia das organizações terroristas, apesar de, em Junho, um tribunal do Reino Unido ter decidido retirá-lo de uma lista nacional semelhante.

Maryam Rajavi espera que a decisão do Tribunal do Luxemburgo seja suficiente para que os Vinte e Sete retirem, de uma vez por todas, o grupo da lista dos terroristas. A dirigente do braço político do movimento acusa a Europa de “apaziguar” Teerão, mantendo os Mudjahidines do Povo na lista negra.

A lista é actualizada duas vezes por ano. Em Julho último, os Vinte e Sete tinham invocado “novos elementos” para aí manterem o grupo. Os juízes consideram, contudo, que a decisão não foi “suficientemente motivada”.

Copyright © 2014 euronews