Última hora

Última hora

Estudantes italianos vão resistir à polícia

Em leitura:

Estudantes italianos vão resistir à polícia

 Estudantes italianos vão resistir à polícia
Tamanho do texto Aa Aa

Os estudantes italianos continuam em maré de contestação. As ameaças do primeiro-ministro Sílvio Berlusconi de recorrer às forças policiais não refreiam a indignação estudantil em relação à reforma escolar proposta pelo executivo. Os contestatários já avisaram não vão recuar perante a intervenção policial.

O líder da oposição, Walter Veltroni, deplorou o facto de Berlusconi querer mobilizar a polícia para acabar com a ocupação de escolas e institutos. Salientou ser “uma medida que apenas vai inflamar a contestação”.

A reforma, da autoria da ministra Mariastela Gelmini, implica cortes orçamentais fortes. Por exemplo, as salas de aula com três professores no ensino básico vão passar a ter só um.

Os estudantes avisam que as propinas vão aumentar para um valor três vezes mais alto e acusam o chefe de governo de querer pagar a crise financeira ou o salvamento da alitalia à custa da educação.

Há inúmeros dias que as manifestações se sucedem e alguns estabelecimentos de ensino estão ocupados.