Última hora

Última hora

Afinal o líder de extrema-direita seria gay

Em leitura:

Afinal o líder de extrema-direita seria gay

 Afinal o líder de extrema-direita seria gay
Tamanho do texto Aa Aa

Uma alegada relação íntima entre o recém-falecido líder populista austríaco Jorg Haider e o braço direito e sucessor Stefan Petzner está agitar a Áustria.

Petzner já sofreu as consequências de controversas declarações proferidas a uma rádio. Viu a liderança do grupo parlamentar da Aliança para o Futuro da Áustria (BZOe) escapar-lhe em benefício de Josef Buchner, um dirigente mais velho da formação. Existem rumores de que a presidência do partido poder-lhe-á ser retirada.

À rádio austríaca ORF, o Ptezner declarou que mantinha com o falecido líder uma relação que ia “para além da amizade” e que estavam ligados “por algo muito especial”.

Jorg Haider foi vítima de um brutal acidente no dia onze. Seguia alcoolizado e em excesso de velocidade horas antes de ter estado num bar de homossexuais, segundo o ministério público. Haider e Petzner terão discutido nessa noite.