Última hora

Última hora

Europa e Ásia em busca de uma frente comum contra a crise

Em leitura:

Europa e Ásia em busca de uma frente comum contra a crise

 Europa e Ásia em busca de uma frente comum contra a crise
Tamanho do texto Aa Aa

Em Pequim começou hoje a cimeira Europa-Ásia onde os dirigentes europeus irão tentar convencer os países emergentes a criar uma frente comum contra a crise financeira.
O presidente da Comissão Europeia e o primeiro- ministro chinês abriram o Fórum que conta com a presença dos 27 países da União Europeia, dez membros da Associação das Nações do Sudeste e seis outros países asiáticos. Nicolas Sarkozy, que detêm actualmente a presidencia rotativa da União defende que este fórum deve servir para preparar a cimeira internacional, de 15 de Novembro, organizada pelos Estados Unidos.

A chanceler alemã, que chegou a Pequim um dia ante do encontro para se reunir com as autoridades chineses, declarou que Berlim e Pequim irão dar uma resposta coordenada à crise e que os dois países estão de acordo com a introdução de novas regras de mercado.
Presidente chinês, Hu Jintao, admitiu que os países em desenvolvimento não estão imunes à crise financeira, classificando a situação de “sinistra e complexa”