Última hora

Última hora

Europa pede apoio à Ásia numa luta global contra a crise

Em leitura:

Europa pede apoio à Ásia numa luta global contra a crise

Tamanho do texto Aa Aa

Uma acção conjunta contra a crise financeira. Esta terá sido a única conclusão resultante da cimeira de líderes asiáticos e europeus que decorreu em Pequim. Os 43 dirigentes estiveram na capital chinesa durante dois dias onde num primeiro momento emitiram um comunicado que pedia medidas “firmes, decisivas e eficazes”.

O principal objectivo da Europa seria reunir o apoio da Ásia para a cimeira do mês que vem, em Washington. “A Europa e a Ásia juntaram-se em Pequim numa altura de crise Global. De facto, nós atravessamos um momento em que precisamos de trabalho global de equipa. Como disse há dois dias, ou nadamos juntos ou nos afundamos juntos”, declarou na conferência de imprensa final o presidente da Comissão Europeia Durão Barroso.

O encontro bi-anual da ASEM realizou-se no final de mais uma semana de pânico nos mercados bolsistas. Em Tóquio, o índice Nikkei fechou a sessão de sexta-feira a caír quase 10 %, com o yen a registar uma perda de sete pontos percentuais face ao dólar.

Também ainda a reflectir os receios dos investidores com a perspectiva de uma recessão mundial, as bolsas europeias fecharam em queda. A cimeira da ASEM abordou ainda questões como as alterações climáticas e o desenvolvimento sustentável.