Última hora

Última hora

Israel a caminho de eleições antecipadas

Em leitura:

Israel a caminho de eleições antecipadas

Tamanho do texto Aa Aa

As negociações para formar um novo governo em Israel terminam num beco sem saída. Segundo os media nacionais, a ministra dos Negócios Estrangeiros, Tzipi Livni vai recomendar hoje ao presidente Shimon Peres a convocação de eleições antecipadas para o início do próximo ano.

A decisão surge depois do partido ultraortodoxo Shas ter recusado integrar o novo executivo de coligação entre o centrista Kadima e os trabalhistas. O Shas recusa qualquer concessão nas negociações israelo-palestinianas relativas à partilha de Jerusalém.

Livni, que foi encarregue de formar um novo governo após a demissão de Ehud Olmert, reúne-se hoje com o presidente israelita para anunciar-lhe a sua decisão. O fracasso das negociações ameaça aumentar a popularidade dos conservadores do Likud para o sufrágio antecipado, previsto para Fevereiro. A formação opõe-se às negociações de paz com a autoridade palestiniana retomadas, há um ano, durante a conferência de Annapolis.