Última hora

Última hora

Manifestantes exigem demissão do governo islandês

Em leitura:

Manifestantes exigem demissão do governo islandês

Tamanho do texto Aa Aa

Os efeitos da crise financeira ameaçam criar uma crise política na Islândia. Duas mil pessoas, quase 1% da população do país, manifestaram-se ontem em Reiqueavique para exigir a demissão do primeiro-ministro e do presidente do Banco Central.

Os responsáveis são acusados de terem levado à bancarrota uma das economias mais prósperas da Europa.

A organizadora do protesto interroga-se, “vamos perder as nossas casas, vamos perder os nossos empregos? Precisamos de respostas para estas questões. Queremos saber como foi possível termos chegado a esta situação e exigimos mais eficiência ao governo”.

Nas últimas semanas, o executivo teve de resgatar os três maiores bancos nacionais e de pedir ajuda à Rússia para resolver a falta de liquidez monetária. Face a uma crise económica grave, o país pediu na quinta-feira a intervenção do FMI para injectar 2 mil milhões de dólares nos cofres do Estado. Os manifestantes exigiam ontem a convocação de eleições antecipadas e abertura de negociações para a adesão do país à União Europeia.