Última hora

Última hora

Conservadores lituanos negoceiam governo de coligação

Em leitura:

Conservadores lituanos negoceiam governo de coligação

Tamanho do texto Aa Aa

A Lituânia vira à direita depois das legislativas de ontem terem dado a vitória aos conservadores do partido União Patriótica, com a eleição de 44 deputados, mas sem maioria absoluta.

O regresso ao poder do antigo primeiro-ministro Andrius Kubilius, vai passar pela formação de um governo de coligação para poder controlar 79 dos 141 lugares do parlamento.

Três partidos de centro-direita estão na mira dos conservadores, entre os quais o Partido da Ressurreição Nacional.

A formação, liderada por um apresentador de televisão, ficou em terceiro lugar no sufrágio ao eleger 16 deputados.

Os Sociais-Democratas que põe fim a 7 anos no poder recusam-se a reconhecer a derrota, depois de elegerem 26 deputados.

O primeiro-ministro cessante, Gediminas Kirkilas, apelou à formação de um governo de bloco central para fazer face à crise económica.

As negociações para formar uma coligação iniciam-se hoje. Uma tradição num país onde nenhum partido conseguiu alcançar a maioria absoluta desde a independência em 1991.