Última hora

Última hora

Israel prepara-se para eleições antecipadas

Em leitura:

Israel prepara-se para eleições antecipadas

Tamanho do texto Aa Aa

Eleições antecipadas em Israel são o cenário mais provável nos próximos tempos.

Ao contrário do que se esperava, Tzipi Livni, a chefe da diplomacia israelita e líder do Kadima, não conseguiu alcançar um acordo para formar governo.

Na base do fracasso está o pequeno partido ultra-ortodoxo Shas, que Livni contava incluir da coligação para o executivo.

No entanto, Livni recusa-se a ceder à chantagem dos ortodoxos que querem fazer depender a entrada na coligação das negociações de paz com os palestinianos. Para o Shas, da possível divisão de Jerusalém deve ser excluída de qualquer diálogo.

Livni não concorda, portanto, para já não há coligação.

Ao que tudo indica, serão marcadas eleições antecipadas. Cabe agora ao parlamento definir uma data, antes que seja dissolvido. O presidente Shimon Peres acompanha o processo.

De acordo com as sondagens. Os israelitas continuam a preferir o Kadima a chefiar uma aliança governamental. A popularidade do Likud também subiu. Todos os outros partidos desceram, como é o caso do ultra-ortodoxo Shas que de pequeno partido não pássa, pelo menos por agora.