Última hora

Última hora

Pessimismo domina mercados asiáticos

Em leitura:

Pessimismo domina mercados asiáticos

 Pessimismo domina mercados asiáticos
Tamanho do texto Aa Aa

O Japão lança medidas de urgência para prevenir a crise económica, no dia em que o índice Nikkei atingiu, durante momentos, o nível mais baixo dos últimos 26 anos na bolsa de Tóquio.

Uma demonstração do nervosismo crescente nos mercados nipónicos depois de uma semana turbulenta e face à volatilidade do Iene, criticada hoje pelo G7.

A situação levou o primeiro-ministro Japonês, Taro Aso, a adiar a convocação de eleições antecipadas e a apresentar um novo pacote de medidas de resgate do sector bancário.

“Um Iene forte não é negativo para o Japão. Temos de pensar de uma forma positiva. Os jornais dão a ideia de que o país está à beira do abismo e não é verdade. O mundo inteiro tem os olhos postos no nosso país com esperança”.

Tóquio vai aumentar o fundo de garantia do sector bancário para o equivalente a 84 mil milhões de euros e reforçar as regras de venda especulativa de acções.

Medidas tomadas igualmente pela Coreia do Sul, onde o governador do banco central previu ontem uma desacelaração da economia para o próximo ano, pela primeira vez na última década.