Última hora

Última hora

Autoridades desmantelam plano para matar Obama

Em leitura:

Autoridades desmantelam plano para matar Obama

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades norte-americanas desmatelaram um plano para assassinar Barack Obama.

Os dois neo-nazis detidos foram acusados de ameaças contra o senador do Illinois e posse de armas. Segundo a polícia o alegado complô estava na fase de projecto.

Em campanha na Pensilvânia, Obama desvalorizou a ameaça:

“O que tem sido surpreendente nesta campanha é ver até que ponto estes grupos de ódio foram completamente marginalizados Esses grupos não são a América, não são o nosso futuro. O futuro podemos vê-lo reflectido neste comício”.

Questionado sobre os receios quanto à sua própria segurança, Obama mostou-se confiante no trabalho do serviço oficial norte-americano de protecção a altos personalidades.

Os dois suspeitos são oriundos do Tenessee, onde o caso apanhou a população de surpresa:

“Fiquei chocada e surpreendida. Não podia acreditar. Pensei que era apenas um caso orquestrado contra o rapaz”, afirmou uma habitante de Bell City.

Para um jovem do Arkansas, o complô contra Obama não faz sentido:

“É uma loucura. É absurdo porque há brancos que votam Obama e negros que votam McCain. Se McCain ganhar não vamos andar aí a matar brancos”.

Uma mulher do Arkansas mostrou-se preoucupada:

“É assustador pensar que alguém pode querer matar-nos ..faz-nos pensar. Temos aquela ideia de que já não há racismo nem discriminação mas isto faz-nos pensar que ainda pode existir e que devemos preocupar-nos”.