Última hora

Última hora

Responsável norte-americano reconhece ataque na fronteira síria

Em leitura:

Responsável norte-americano reconhece ataque na fronteira síria

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos reconheceram a operação militar de domingo em território sírio, com o objectivo de neutralizar um responsável pela infiltração de combatentes estrangeiros no Iraque.

Um responsável norte-americano no anonimato confirmou o ataque, depois da Casa Branca e do Pentágono terem recusado qualquer comentário.

O ministro sírio dos Negócios Estrangeiros denunciou uma “agressão criminosa e terrorista” por parte dos Estados Unidos e exigiu uma investigação detalhada. Damasco não excluiu a apresentação do caso no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Quatro helicópteros norte-americanos atacaram no domingo o que o governo iraquiano descreveu como insurgentes que operavam a partir da aldeia fronteiriça síria de Abu Kamal.

Damasco disse que o ataque resultou na morte de oito civis e a Liga Árabe classificou a operação como uma “violação” da soberania síria.

O chefe da diplomacia europeia Javier Solana, bem como França e Espanha, mostraram “preocupação” com a acção norte-americana.