Última hora

Última hora

Rebeldes no Congo anunciam cessar-fogo, exército foge de Goma, população desprotegida

Em leitura:

Rebeldes no Congo anunciam cessar-fogo, exército foge de Goma, população desprotegida

Tamanho do texto Aa Aa

Os rebeldes do Congo anunciaram um cessar-fogo unilateral. Em comunicado afirmaram que não queriam que a população entrasse em pânico.

O exército do Congo abandonou Goma, os rebeldes tomaram conta da cidade, mais de 20 mil refugiados tentam fugir para o sul do país.

É o caos no Kivu Norte, onde restam algumas equipas de ajuda humanitária. As posições ocupadas no terreno pelos militares das forças das ONU não são claras.

No entanto, o exército abandonou o território. Há registo de fortes confrontos com os rebeldes que em muito pouco tempo chegaram à capital do Kivu Norte, onde largos milhares de pessoas se encontram refugiadas devido aos conflitos no norte da região.

O Secretário Geral das Nações Unidas garantiu que a situação humanitária no terreno vai atingir proporções catastróficas e que o conflito se pode espalhar a outros países, aliás como já aconteceu no passado.

O comandante da ONU em Goma pediu ontem a demissão.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reúne-se de urgência nas próximas horas.

Um refugiado em Goma explica que não há nada para comer, os filhos têm fome, não há água potável, está a pensar em regressar a casa, se algum o militar o levar, para ir buscar agua que lá deixou.

A União Europeia anunciou a intenção de enviar mil e quinhentos militares para proteger a população. As autoridades belgas tentam encontrar formas de mediação do conflito.