Última hora

Última hora

O último trunfo de Barack Obama

Em leitura:

O último trunfo de Barack Obama

Tamanho do texto Aa Aa

O candidato democrata à Casa Branca lança, quarta-feira, uma ofensiva em diversos canais de televisão americanos, a quem comprou 30 minutos em horário nobre. Uma intervenção que Obama vai aproveitar para explorar, uma vez mais, as questões económicas,que têm sido o tema central da campanha democrata.

“Neste país, quando se tenta, deve conseguir-se. É assim que criamos não só mais milionários, é assim que criamos a classe média, que tem sido a base da nossa sociedade, da nossa cultura. É assim que nos asseguramos que as empresas têm clientes que, realmente, podem pagar os seus produtos e os seus serviços. Foi assim que sempre fizemos crescer a economia americana. Agora, o John McCain chama a isto socialismo. Acho que ele não fala a sério. Acho que está apenas desesperado”, atirou Obama, que também esteve na mira do candidato republicano.

“Ele [Obama] disse que, apesar de impostos mais baixos sobre o investimento ajudarem a nossa economia, prefere impostos altos sobre o investimento para haver justiça. Não há nada de justo em levar a nossa economia ao chão. Todos sofremos quando isso acontece e esse é o problema com a abordagem económica do Senador Obama. Ele está mais interessado em controlar a riqueza, do que em criá-la, em redistribuir o dinheiro, em vez de espalhar a oportunidade”, disparou McCain.

A poucos dias das eleições presidenciais americanas, as sondagens dão vantagem a Barack Obama.