Última hora

Última hora

Luta renhida na recta final da campanha norte-americana

Em leitura:

Luta renhida na recta final da campanha norte-americana

Tamanho do texto Aa Aa

É o tudo por tudo a quatro dias das presidenciais norte-americanas. Entre gafes e golpes baixos, Barack Obama e John McCain procuram convencer os últimos indecisos. Segundo uma sondagem, apenas 5% dos eleitores não sabe ainda em quem votar.

Desesperado por inverter a desvantagem face a Obama, John McCain vê-se obrigado a recorrer a todos os argumentos. Mas, por vezes, a estratégia falha. Em Defiance, no Ohio, McCain esperava o auxílio de “Joe- o canalizador”, mas a mascote republicana deixou o candidato desamparado…

Perante a multidão, McCain chamou Joe para o palco, mas o canalizador não se encontrava no local.

Depois do embaraço, Joe acabou por aparecer, mas num outro comício. “Joe – o canalizador”, que até não é canalizador e não será afectado pela política económica democrata, veio defender a participação eleitoral, anunciando que o seu voto iria para John McCain, que diz ser o verdadeiro americano.

Ao recorrerem a “Joe- o canalizador”, os conselheiros de John McCain tiveram de usar um argumento velho de três semanas. Na altura, Joe tinha interpelado expressamente Obama por forma a criar dúvidas sobre o verdadeiro impacto do plano económico do candidato democrata.