Última hora

Última hora

Espanha está à beira da recessão

Em leitura:

Espanha está à beira da recessão

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco de Espanha lançou o alerta: o país está à beira da recessão. Na base da advertência estão os dados preocupantes no seu relatório de Outubro.

O Produto Interno Bruto registou a pior queda em 15 anos, ao recuar 0,2% no terceiro trimestre em relação ao período entre Abril e Junho. A taxa de desemprego aumentou de 11,5%, em Agosto, para 11,9%, em Setembro.

A vice-primeira-ministra, Teresa Fernández de la Vega, confirmou em conferência de imprensa que o país está “a viver uma situação difícil, com uma conjuntura económica derivada da crise internacional que afecta todos os países”, entre os quais a Espanha.

Na zona euro o desemprego atingiu os 7,5%, em Setembro, um aumento de dois décimos em relação ao mês de Agosto. Irlanda e Espanha registaram os maiores aumentos do número de desempregados, no entanto, na Irlanda a taxa está ainda abaixo da média da zona euro, com 6,6%. Espanha é o país com a mais alta taxa de desemprego, seguida pela Eslováquia com 10%. Holanda e Dinamarca são os melhores alunos na lista dos países com menos pessoas sem trabalho.

Em Portugal, o desemprego recuou para os 7,3% em Setembro, o que acontece pelo terceiro mês consecutivo, estando agora abaixo da média da zona euro. De volta a Espanha, os prognósticos são ainda mais assustadores do que o alerta lançado pelo banco central.

No relatório divulgado a instituição adverte que no último trimestre tanto o consumo como o investimento caíram entre Julho e Setembro. Em relação ao trimestre precedente, houve uma franca desaceleração da procura interna, que cresceu apenas três décimas.