Última hora

Última hora

Mercados europeus acordam do sonho americano

Em leitura:

Mercados europeus acordam do sonho americano

Tamanho do texto Aa Aa

Ressaca eleitoral pesada para os mercados.

A ressaca da festa da vitória de Barack Obama foi pesada para os mercados mundiais.

Na Europa, as praças bolsistas inverteram a tendência de dois dias com ganhos avultados, muito graças à euforia que se vivia em torno da eleição do novo presidente norte-americano.

Agora que a eleição acabou os investidores voltaram a mostrar que as preocupações com os desafios económicos de uma crise mundial não se dissiparam.

O analista Henk Potts considera que “o maior de todos estes desafios a curto prazo é a economia” e acrescenta que “não vai ser fácil dar-lhe a volta. Há um grande pacote de incentivos fiscais, há um grande plano para relançar a economia. Vai ser interessante ver esses planos ao detalhe, quando é que vão ser aplicados e exactamente que resultados vão dar”, conclui.

O dia foi estável nas bolsas europeias, com as maiores praças, Londres, Frankfurt e Paris a deslizarem cerca de 2%. Madrid andou todo o dia em contra-ciclo.

Na Euronext Lisboa, o PSI-20 caiu 2,13% para 6824,58 pontos.