Última hora

Última hora

Harlém minora cor do presidente eleito

Em leitura:

Harlém minora cor do presidente eleito

Tamanho do texto Aa Aa

A eleição de um negro para chefia a admnistração americana é um facto histórico. Mas o que pensam os habitantes do Harlém, o bairro nova-iorquino que já foi um gueto afro-americano e agora é um reflexo da mudança ao minorar a importância da cor de pele. Três testemunhos:

“- Estou extasiada… não podia sentir-me mais feliz. Agora os meus filhos têm um exemplo para a vida. Na última noite isto mais parecia a noite de fim de ano.”

“- Espero de Obama que faça o que prometeu, espero mesmo. Não se trata da cor, trata-se de trazer a economia para cima e de colocar a América de volta ao lugar onde ela deve estar.”

“- Uma das coisas boas de Obama, como se pôde ver durante a campanha, é que ele nunca falou da cor porque pensa em todas as pessoas e nós precisamos de alguém assim.”

A esperança que reina no mítico bairro de Nova Iorque é a mesma que conduziu o senador do Illinois à vitória. Resta saber se os neófitos que Obama conseguiu implicar agora na vida eleitoral não o abandonam ao primeiro contratempo.