Última hora

Última hora

McCain sai de cena

Em leitura:

McCain sai de cena

Tamanho do texto Aa Aa

Para os republicanos, a hora é de virar a página e tentar não repetir erros numa próxima eleição.

John McCAin fez o que pode para superar a vantagem de Obama anunciada nas sondagens no último mês de campanha.

Nem mesmo o suposto trunfo Sarah Palin teve o resultado final desejado: “esta eleição é histórica. Lutámos o melhor que podíamos, mas não foi suficiente, a falha é minha, não é vossa.”, diz McCAin.

O trunfo Sarah Palin como número dois dos republicanos na Casa Branca parece ter resultado só no dia em que a dupla McCAin/Palin foi anunciada. Foi sol de pouca dura. A aura de mulher perfeita, conservadora e agarrada à moral da família manteve-se durante pouco tempo. Depressa surgiram exemplos de abuso de poder e inúmeras sósias em vários vídeos que colocaram a número dois republicana em contextos ridículos.

Para os analistas, a culpa da derrota está no presidente cessante: “Acima de tudo, esta eleição representou o descontentamento dos americanos face às políticas de Bush. Os eleitores votam num ou noutro candidato, conforme seja a gestão do presidente no cargo. Desta vez não houve dúvidas, os americanos não gostaram da forma como o país foi governado nos últimos anos.”

Mas a razão principal da derrota terá sido o dinheiro. O dinheiro que faltou aos americanos para comprar casas numa primeira fase, que faltou aos bancos numa segunda e que por fim se alastrou a todo o mundo. Essa crise hoje tem um rosto.