Última hora

Última hora

Chegou a hora de Obama arregaçar as mangas

Em leitura:

Chegou a hora de Obama arregaçar as mangas

Tamanho do texto Aa Aa

Obama e Biden são as faces da vitória da prometida mudança mas agora é necessário colocá-la em marcha.

Barack Obama tem pouco tempo para descansar. Dentro de 11 semanas ocupa a sala oval da Casa Branca.

A primeira etapa é compor a equipa com quem vai trabalhar. O presidente eleito já terá oferecido o cargo de chefe de gabinete a Rahm Emanuel, antigo conselheiro sénior de Bill Clinton.

“Temos uma nova energia para aproveitar, novos empregos para criar, novas escolas para construir, fazer frente a ameaças e alianças para reparar. O caminho vai ser longo e íngreme. Podemos não lá chegar dentro de um ano ou num mandato, mas América… Eu nunca tive tanta esperança como esta noite, de que vamos lá chegar”, declarou Obama no discurso da vitória.

O presidente cessante, George W. Bush, felicitou Obama e prometeu fazer tudo para suavizar a tomada de posse ao próximo inquilino da Casa Branca.

Os tempos são difíceis. O democrata vai ter que lidar com uma grave crise económico-financeira e duas guerras.

“O público americano espera que Obama tenha acções decisivas em relação aos seus problemas imediatos. Claro que a economia é o mais importante e é uma tarefa bastante difícil para um presidente. Um presidente não tem controlo sobre a economia… Não se repara uma economia facilmente”, refere um analista político norte-americano.

Aguarda-se com expectativa o nome de quem vai ficar encarregue do Tesouro, um dos cargos de maior responsabilidade nos próximos tempos.

Existe um plano de resgate financeiro de 700 milhões de dólares para ser gerido e uma reforma no sector financeiro para ser implementada.