Última hora

Última hora

Novos confrontos entre rebeldes e milícias lealistas na R.D. Congo

Em leitura:

Novos confrontos entre rebeldes e milícias lealistas na R.D. Congo

Tamanho do texto Aa Aa

Rebeldes tutsis e milícias pró-governamentais voltaram a entrar em confrontos, esta sexta-feira, ao mesmo tempo que decorre a cimeira internacional sobre o conflito na República Democrática do Congo. Nos combates entre os guerrilheiros tutsis do general Nkunda e as milícias mai-mai pró-governamentais foi utilizada artilharia pesada.

Os tiros foram ouvidos perto do campo de deslocados de Kibati, na zona leste do país, provocando o pânico entre milhares de pessoas que fugiram em direcção de Goma. A menos de 100 quilómetros da capital da província de Kivu Norte, rebeldes e milicianos pró-governamentais mataram deliberadamente 20 civis e feriram 33.

O massacre ocorreu a 80 quilómetros de Goma, na localidade de Kiwanja, palco na terça e quarta-feira de combates entre as duas facções e foi denunciado pela organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW).

Até há data os rebeldes congoleses afirmavam querer defender a minoria tutsi da República Democrática do Congo dos ex-milicianos ruandeses de etnia hutu que aqui se refugiaram depois do genocídio do Ruanda em 1994.

De acordo com as Nações Unidas, os últimos confrontos já fizeram mais de 250 mil deslocados. A mesma fonte diz que o número total de refugiados na província de Kivu Norte é de um milhão.