Última hora

Última hora

Relembrar o Kursk oito anos depois

Em leitura:

Relembrar o Kursk oito anos depois

 Relembrar o Kursk oito anos depois
Tamanho do texto Aa Aa

Na memória dos russos está ainda vivo, aquele que foi o pior acidente de sempre, com um submarino. Em 2000 o submarino nuclear kursk afundou, com 118 marinheiros a bordo. Apesar das tentativas de resgate não houve sobreviventes.

O Kursk afundou durante manobras no Mar de Barents, a 12 de Agosto, na sequência de duas a explosões. As autoridades russas demoraram a aceitar a ajuda da comunidade internacional para tentarem salvar a vida dos sobreviventes que se encontravam no interior do submarino.

Esta atitude valeu a Vladimir Putin, na altura Presidente da Rússia, fortes críticas. Putin foi acusado de ter sacrificado a vida dos marinheiros em nome do sigilo militar.