Última hora

Última hora

Activistas alemães contra comboio com resíduos radioactivos

Em leitura:

Activistas alemães contra comboio com resíduos radioactivos

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha assiste aos maiores protestos anti-nucleares dos últimos sete anos. Dezenas de milhares de manifestantes tentam, desde o fim-de-semana, bloquear um comboio de transporte de resíduos nucleares, proveniente de França.

A passagem da composição originou ontem confrontos violentos entre a polícia e manifestantes na região de Dannenberg, que resultaram em vários feridos.

Na madrugada de sábado para domingo três activistas tinham conseguido bloquear a linha junto à fronteira franco-alemã, durante 12 horas.

Berlim mobilizou cerca de 16 mil polícias para proteger as 123 toneladas de resíduos que têm como destino o centro de armazenamento de Goerleben.

A revolta contra o transporte dos contentores, denominados “Castor”, é a maior desde 2001, num momento em que a Chanceler alemã Angela Merkel quer rever a decisão de encerrar as centrais nucleares do país.

Quatorze mil pessoas manifestaram-se ontem em Goerleben, onde o combio deverá chegar esta segunda-feira, bloqueando a estrada de acesso ao centro de armazenagem.

Os resíduos provêm da central de tratamento de Valognes, em França, país que defende a expansão do nuclear como solução para combater a emissão de gases com efeito de estufa.