Última hora

Última hora

Greve bloqueia aeroportos italianos

Em leitura:

Greve bloqueia aeroportos italianos

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo segundo dia consecutivo, é o caos nos aeroportos italianos. Um movimento de protesto do pessoal de bordo e de terra da Alitália, com greve sem pré-aviso, começou já ontem a obrigar à anulação de voos. A situação continuou durante todo o dia desta terça-feira.

O ministro italiano do Interior, Robert Maroni já lançou o aviso aos grevistas. “A greve selvagem não deve prosseguir porque é uma violação da lei. São comportamentos ilegais que teremos que conter para garantir aos cidadãos o direito de viajar”.

Mas não é fácil garantir esse direito. Só no aeroporto de Fumicino, em Roma, foram anulados 54 voos, no de Linate, em Milão, mais 37.

Um passageiro diz que há dois dias que está bloqueado no aeroporto. Mas há quem compreenda o protesto: “A situação da Alitália é especial, por isso entendo as razões desta greve. No entanto, para aqueles que viajam por questões de trabalho, é problemático”, afirma um cidadão italiano.

Como primeira medida, o ministério dos transportes procedeu à requisição civil dos funcionários da Alitália.

Os cerca de 300 trabalhadores em greve protestam contra o contrato de trabalho que lhes foi proposto pelo grupo que tomou o controlo da companhia, no quadro do plano de salvamento.