Última hora

Última hora

Cimeira de Washington começa com números negros da OCDE para aeconomia mundial

Em leitura:

Cimeira de Washington começa com números negros da OCDE para aeconomia mundial

Tamanho do texto Aa Aa

Os piores receios começam a confirmar-se.

No mesmo dia em que arranca em Washington a Cimeira do G20, os líderes das nações mais industrializadas, os governadores dos bancos centrais e os dirigentes dos países emergentes têm de enfrentar a dura realidade dos números.

As três potências mundiais, membros da OCDE – Estados Unidos, Zona Euro e Japão – preparam-se para entrar em recessão no próximo ano.

O anfitrião da Cimeira de Washington reconhece que a crise inclui crédito mal parado, empresas, governos e reguladores independentes mas continua convencido que a culpa da crise não é do sistema de mercado livre.

A OCDE anunciou para o último trimestre deste ano uma quebra de 2,8 por cento na economia dos Estados Unidos e de um por cento no Japão e na Zona Euro.

O sector automóvel será um dos mais afectados. É o que já está a acontecer na Alemanha, o motor da economia europeia, que neste momento vive a pior crise dos últimos 12 anos.

O proprietário de um expositor no mercado de Natal de Berlim acredita que nestas festas a crise não se vai notar muito, as pessoas podem baixar o consumo mas o pior será a partir de Janeiro.

Portugal escapou por enquanto à crise europeia, pelo menos no terceiro trimestre deste ano. Segundo dados do INE, a economia do país cresceu três décimas percentuais.