Última hora

Última hora

Bruxelas e Moscovo tentam relançar acordo de cooperação

Em leitura:

Bruxelas e Moscovo tentam relançar acordo de cooperação

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia e a Rússia tentam relançar hoje em Nice as negociações para um novo acordo de parceria.

O diálogo entre os dois blocos é visto como essencial tanto por parte de Moscovo como de Bruxelas, mas a situação militar que persiste nas repúblicas separatistas georgianas pode impedir o reatar de boas relações.

O presidente Russo Dmitri Medvedev afirmou ao chegar a França que aplaude “os esforços que o presidente francês fez e continua a fazer para preparar um diálogo produtivo, abrangente, e com resultados a longo prazo entre a a Rússia e a União Europeia”.

A crispação entre a Europa e a Rússia agudizou-se em Agosto último quando o Kremlin respondeu de forma esmagadora a incidentes ocorridos junto à fronteira interna da Geórgia com a Ossétia do Sul.

Moscovo mantém tropas na região separatista, que de resto reconheceu como estado independente, juntamente com a Abecásia.

“A Rússia é um actor geopolítico muito importante, por isso, claro que queremos dilalogar com a Rússia. Mas, ao mesmo tempo, isto não quer dizer que tenhamos mudado a nossa posição sobre, por exemplo, a Abecásia e a Ossétia do Sul. Foi desproporcionada a maneira como a Rússia respondeu na Geórgia”, declarou Benita Ferrero Waldner, comissária para as relações externas da UE.

Se a actual crise financeira poderá fazer os dois blocos aproximarem posições permanecem no entanto outros obstáculos no caminho.

A questão da dependência energética da Europa face à Rússia é um assunto que os 27 desejam ver ultrapassado, mesmo que alguns Estados membros como a Polónia ou a Lituânia se oponham ao retomar das negociações.